Prémio de Estudo para Alunos Recomendados por Director da Escola do Ensino Secundário de Macau - Geral

aplicável a inscrições anteriores a 2018/2019 (inclusivé)

Destinatários financiados:

Novos alunos recomendados por director da escola do ensino secundário de Macau para frequentarem cursos de licenciatura ministrados no IPM.

Condições de admissão ao IPM:

O aluno finalista do ensino secundário de Macau, que obteve a melhor classificação no primeiro semestre do último ano lectivo, e esta classificação tem de estar dentro do grupo dos primeiros 15% dos melhores resultados do curso que frequentou, nesse ano lectivo;

Ter passado na prova de entrevista para admissão ao respectivo curso do IPM;

Preencher todas as outras condições de admissão deste Instituto.

Valor de Financiamento e Forma de Atribuição

O valor de financiamento, no primeiro ano lectivo, é de 100% do montante da propina anual do curso em que o aluno se inscreva.

Reatribuição do prémio de estudo

No caso do bolseiro estar dentro do grupo dos primeiros 10% dos melhores resultados no ano do curso que frequenta, no final do primeiro ano lectivo, o valor de financiamento, no ano lectivo seguinte, também será de 100% do montante da propina anual do respectivo curso;

No caso do bolseiro estar dentro do grupo dos primeiros 25% dos melhores resultados no ano do curso que frequenta, no final do primeiro ano lectivo, o valor de financiamento, no ano lectivo seguinte, será de 50% do montante da propina anual do respectivo curso.

Termo da Atribuição de Bolsa

O bolseiro deve frequentar o curso conforme o plano de estudos publicado no Boletim Oficial. Se o bolseiro pedir a suspensão ou desistência dos estudos, alterar o estatuto de estudante, mudar para frequentar qualquer outro curso, mudar de curso para diurno/ mudar de curso para nocturno, ou tiver aproveitamento insuficiente em qualquer disciplina, no final do ano lectivo, não preenchendo as condições de reatribuição desta bolsa, a bolsa é será cancelada automaticamente.

 

Observações: O Instituto Politécnico de Macau reserva-se o direito da decisão final sobre as regras dos prémios de estudo.
  Em caso de divergências de interpretação, prevalece a versão chinesa.