14o Concurso de Declamação de Poesia em Português para Instituições de Ensino Superior da China

Fotografia de grupo

Realizou-se no dia 17 de Abril, no Instituto Politécnico de Macau, o 14º Concurso de Declamação de Poesia em Português para Instituições de Ensino Superior da China, que contou com a participação de alunos dos cursos de português de dez universidades: Universidade de Estudos Estrangeiros de Guangdong, Universidade Sun Yat-Sen, Universidade Normal de Beijing em Zhuhai, Universidade de Hubei, Universidade Internacional de Negócios e Economia de Beijing, Universidade de Estudos Estrangeiros de Dalian, Instituto Politécnico de Macau, Universidade de Macau, Universidade de São José e Universidade de Ciência e Tecnologia de Macau. O evento contou com 25 concorrentes, divididos pelas três categorias a concurso: nível elementar, nível intermédio e nível avançado.

Desde 2005, ano em que se realizou o 1º edição do Concurso de Declamação de Poesia em Português, o Instituto Politécnico de Macau já convidou para esta iniciativa mais de 30 instituições, provenientes quer de Macau quer do Interior da China. A competição é hoje, um evento importante na promoção das culturas e literaturas de língua portuguesa, constituindo um estímulo e um incentivo à leitura e uma ocasião para apresentar o talento dos alunos que escolheram estudar português.

Para além disso, a realização deste concurso tem promovido o diálogo entre os alunos de português da Grande Baía e de outras zonas da China, contribuindo para o desenvolvimento do ensino da língua portuguesa na região e destacando Macau como cidade nuclear das zonas de Cantão-Kong Kong-Macau-Grande Baía e plataforma de serviços para a cooperação comercial entre a China e os países lusófonos.

A iniciativa co-organizada pelo Instituto Politécnico de Macau e pela Direcção dos Serviços do Ensino Superior da RAEM, tem o apoio e patrocínio da Fundação Rui Cunha e da Fundação Oriente.

Nesta 14a edição do Concurso de Declamação de Poesia em Português para Instituições de Ensino Superior da China, no nível elementar, o primeiro prémio foi atribuído ao aluno Carlos Angelo de Guzman, da Universidade de São José; o segundo foi conquistado pela aluna Lu Yuhan (Filomena), do Instituto Politécnico de Macau, e o terceiro  foi para o aluno Xie Hanyu (Luís), da Universidade de Ciência e Tecnologia de Macau; já no nível intermédio, o primeiro prémio foi atribuído à aluna Le Yaqi (Ana), da Universidade de Macau; o segundo foi conseguido pelo  aluno Chen Long (João), da Universidade de Estudos Estrangeiros de Guangdong, e o terceiro foi para à aluna Ge Yichang (Ariana), do Instituto Politécnico de Macau.  Finalmente, no nível avançado, o primeiro prémio foi atribuído à aluna Li Yuheng (Mariana), da Universidade de Estudos Estrangeiros, de Guangdong; o segundo foi conquistado pela aluna Niu Xiaodi (Cathy), da Universidade de Macau, e o terceiro foi entregue à aluna Qin Shuhan (Rebeca), da Universidade de Sun Yat-Sen, Guangdong.

Fotografia dos vencedores com os convidados

As alunas do IPM, Ge Yichang, Ariana, (à esquerda) e Lu Yuhan, Filomena, (à direita), vencedoras do 3º lugar do nível intermédio e do 2º lugar do nível elementar, respectivamente

O “Prémio Fundação Oriente” foi atribuído ao aluno Xie Hanyu (Luís), da Universidade de Ciência e Tecnologia de Macau.

O júri, presidido pelo Dr. Rui Cunha, advogado e Presidente da Fundação Rui Cunha, pela Professora Doutora Ana Paula Cleto Godinho, Coordenadora da Fundação Oriente em Macau, pelo Professor Doutor Joaquim Ramos, Director do Instituto Português do Oriente, e pelo Dr. Miguel Senna Fernandes, advogado e Presidente da Associação dos Macaenses, reconheceu não ter tido a tarefa facilitada, dada a qualidade dos concorrentes e dos poemas a concurso.