Em Destaque

Realização online da Cerimónia de Entrega de Prémios da 4.ª Edição do Concurso Mundial de Tradução Chinês-Português


“第四屆世界中葡翻譯大賽”獲奬選手

Para formar quadros qualificados de tradução chinês-português, reforçar o intercâmbio académico e investigação de tradução chinês-português a nível mundial, e promover a construção do “Centro Internacional Português de Formação” e da “Base de Formação de Quadros Bilingues de Chinês e Português em Macau” e apoiar a Iniciativa Nacional “Uma Faixa, Uma Rota”, a Direcção dos Serviços do Ensino Superior do Governo da RAEM e o Instituto Politécnico de Macau organizaram, em conjunto, a 4.ª Edição do Concurso Mundial de Tradução Chinês-Português.

Esta edição do Concurso atraiu a inscrição de 211 equipas provenientes de 50 universidades de todo o mundo, o que demonstra plenamente o papel de Macau como “Plataforma entre a China e os Países de Língua Portuguesa”. Devido ao impacto da epidemia mundial de Covid-19, este ano, a Cerimónia de Entrega de Prémios deste Concurso realizou-se com transmissão online, no dia 23 de Setembro, pelas 17: 00 horas de Macau. Mais de 500 concorrentes e professores orientadores da Ásia, África, Europa e América do Sul reuniram-se online para testemunhar a entrega de prémios e celebrar em conjunto o encerramento deste concurso internacional.

Desde 2017, com o grande apoio do Gabinete do Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura do Governo da RAEM, da Associação de Megadados Linguísticos (LBDA) e do Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos de Portugal, a Direcção dos Serviços do Ensino Superior de Macau e o Instituto Politécnico de Macau têm organizado, em conjunto, o Concurso Mundial de Tradução Chinês-Português, sendo o respectivo concurso muito popular, apoiado pela sociedade e por todos os participantes. A partir da primeira edição do Concurso, os trabalhos da inscrição, do envio do texto original e da entrega da tradução, entre outros, passaram a poder ser feitos online e de forma bem organizada, mesmo antes do surto de epidemia não tendo, por isso, afectado o processo da presente edição do concurso. O Concurso Mundial de Tradução Chinês-Português, como a competição de tradução entre as línguas chinesa e portuguesa, com maior número de participantes, maior escala e maior influência em todo o mundo, tem vindo a ser realizado anualmente e já vai na 4ª edição. As quatro edições do Concurso atraíram em total cerca de 600 equipas – mais de mil alunos participantes e professores orientadores provenientes dos países e regiões de língua portuguesa, do Interior da China e de Macau.

Nesta edição de concurso, foram atribuídos os primeiros três Prémios, respectivamente, os 1º lugar, 2º lugar, 3º lugar, dois “Prémios Especiais para as Equipas das Instituições de Ensino Superior de Macau”, respectivamente, ao 1º lugar e 2º lugar, e Prémios de Menção Honrosa a cinco equipas. Após vários meses de intensa competição, os resultados foram formalmente anunciados. Neste ano, a equipa da Universidade de Lisboa (Renata André Véran de Azevedo de Moura e Cheng Xiaoyu) ganhou o 1.º lugar no Concurso; a equipa do Instituto Politécnico de Macau (Bo Ai e Liu Tianjie) ganhou o 2.º lugar; a equipa da Universidade de Hubei (Zhao Dian e Luo Jinyi) ganhou o 3.º lugar. Para incentivar as instituições do ensino superior de Macau a participarem neste Concurso, as entidades organizadoras criaram “Prémios Especiais para Equipas de Instituições de Ensino Superior de Macau”. A equipa do Instituto Politénico de Macau (Chen Xiao, Huang Liying e Pedro Filipe Rodrigues Seco Biscaia) e a equipa da Universidade de São José (Choi Weng Kuan, Tam Wai U e Tomaz Medived Vilela Difísio) ganharam respectivamente o 1.º lugar e o 2.º lugar dos “Prémios Especiais para as Equipas de Instituições de Ensino Superior de Macau”. As cinco menções honrosas foram entregues, respectivamente, à equipa do Instituto Confúcio para Negócios FAAP (Julia Scherer Schwingel e Thais Scherer Schwingel), à equipa do Instituto Politécnico de Leiria (Catarina Lin Wang, Anna Wu Chen e Liu Guangyuan), à equipa da Universidade do Minho (Li Jihao e Yi Hongyu), à equipa da Universidade de Estudos Internacionais de Jilin (Zhu Shuaijie e Yang Shirong) e à equipa do Instituto Confúcio da Universidade Eduardo Mondlane de Moçambique (UEM) (Jorge Francisco Goga e Olga Marlene Rodrigo Chilaule).

Os estudantes da Universidade de Lisboa que ganharam o primeiro lugar na competição referiram-se a este concurso como uma experiência de aprendizagem muito valiosa, na qual muitas vezes se cruzam com diferentes culturas, e por outro lado, devido à epidemia, as discussões entre os participantes também tenham sido influenciadas. Através deste concurso, perceberam profundamente que, desde que nos unamos e cooperemos, conseguem-se superar as dificuldades e quebrar as barreiras entre línguas e culturas. A equipa do Instituto Politécnico de Macau, a quem foi atribuído o “Prémio Especial para Equipas de Instituições de Ensino Superior de Macau – 1º lugar” afirmou que, a participação no concurso foi uma experiência muito significativa, uma vez que contribuiu muito para o melhoramento do nível da prática de tradução e os colegas chineses e portugueses puderam aplicar em conjunto o que aprenderam e assim adquirir muitos conhecimentos fora da sala de aula, para além de todos os problemas, como a diferença de fusos horários, que foram ultrapassados. As equipas premiadas do Instituto Confúcio para Negócios FAAP, do Brasil, e do Instituto Confúcio-UEM, em Moçambique, afirmaram que o concurso lhes permitiu sentir a riqueza da língua chinesa, incentivou ainda mais a aprendizagem da cultura e da língua chinesas e, por isso, eles agradecem aos organizadores por lhes terem proporcionado uma plataforma para o intercâmbio e o diálogo entre as línguas portuguesa e chinesa.


Nos media: