Em Destaque

Formação em Tecnologias de Tradução no IPM realizada com sucesso

Cerimónia de entrega dos certificados do Workshop “Gestão e Tecnologias de Tradução BLCU-IPM”

A formação em Gestão e Tecnologias de Tradução, organizada pelo Instituto Politécnico de Macau (IPM) e pela Universidade de Língua e Cultura de Pequim (BLCU), realizou-se, com sucesso, entre 8 e 17 de Julho, no campus principal do IPM. Participaram na formação os docentes de línguas inglesa e portuguesa da Escola Superior de Línguas e Tradução (ESLT) do IPM.

A formação foi ministrada pelo Prof. Han Lin Tao, responsável pelo curso de Gestão e Tecnologias de Tradução da Universidade de Línguas e Culturas de Beijing. A formação incluiu Modelos da Gestão dos Projetos de Tradução, Introdução às Tecnologias de Tradução e a sua Aplicação e o Ensino das Tecnologias de Tradução. Durante 10 dias consecutivos e 50 horas de aprendizagem, os professores participantes, ficaram a conhecer as mais recentes tecnologias de tradução, os métodos pedagógicos e os estudos na área da tradução, tendo ainda participado em actividades diversas, realizado simulações em aulas práticas e tendo aprendido a dominar e a usar os diferentes modelos de gestão de projectos de tradução.

O IPM é a única instituição de ensino superior de Macau com uma licenciatura em Tradução e Interpretação Chinês-Português e em Tradução e Interpretação Chinês-Inglês. Ao longo dos anos, esta instituição tem vindo a formar e a oferecer a Macau muitos e excelentes intérpretes e tradutores. Com uma experiência centenária de ensino, o Instituto acumulou já um profundo conhecimento nesta área. No entanto, não se tem deixado estagnar no tempo e tem demonstrando capacidade de adaptação à nova era. Com vista a dar resposta às novas exigências apresentadas à prática da tradução na era da inteligência artificial, tanto na área do ensino como da investigação científica, a ESLT organizou esta formação, no sentido de se prepar melhor para acolher a primeira turma do Curso de Mestrado em Tradução Chinês-Português, o qual terá início em Setembro. Esta formação teve como objectivos elevar a capacidade de aplicação das técnicas de tradução dos docentes de tradução e de gestão dos seus projetos de tradução e insere-se na intenção de transformar esta Escola centenária (ESLT) numa base de formação de excelência de quadros profissionais de tradução da zona da Grande Baía. 

Nos media :